História

O I Encontro de Modelagem Computacional (EMC) foi realizado em 1998, organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Modelagem Computacional da Universidade do Estado de Rio de Janeiro nas dependências do Instituto Politécnico da UERJ (IPRJ) na cidade de Nova Friburgo. Foi um evento local que visava proporcionar um espaço para a interação dos pesquisadores do IPRJ e de seus colaboradores ligados a outras instituições de ensino e pesquisa do país. Estes pesquisadores e seus alunos de pós-graduação fizeram apresentações orais de seus trabalhos e discutiram diversos temas de interesse no âmbito do Programa de Pós-Graduação mencionado

As primeiras edições do evento foram realizadas na cidade de Nova Friburgo, no campus regional da UERJ ou em algum hotel das redondezas. Pela primeira vez, no ano 2006 (IX EMC), o evento foi realizado fora de Nova Friburgo, especificamente em Belo Horizonte, Minas Gerais. Nesta ocasião o evento foi organizado pelo programa de Modelagem Computacional do CEFET-MG. A realização do evento fora do estado do Rio de Janeiro marcou a maioridade da reunião e definitivamente o consolidou como um evento de caráter nacional. A partir de então houve diversas edições do evento organizadas por Universidades e Programas de Pós-Graduação, entre eles:

No ano de 2010, devido ao grande peso dentro do evento ocupado pela área de materiais e pelo surgimento de trabalhos dessa área que não tinham como foco principal a Modelagem Computacional, foi incluído um novo evento paralelo o I Encontro de Ciência e Tecnologia dos Materiais (ECTM). A partir deste ano, foram realizados os dois encontros em conjunto, o EMC e o ECTM, mantendo um incremento constante no número de trabalhos e participantes.

Na edição de 2017 o Encontro Nacional de Modelagem Computacional completou duas décadas de existência, o evento foi realizado, conjuntamente com o Encontro de Ciência e Tecnologia de Materiais, pelo Instituto Politécnico, Campus Regional da UERJ em Nova Friburgo, instituição na qual estes dois eventos foram criados, no âmbito dos programas de pós-graduação homônimos. A partir dessa edição, iniciou-se a publicação de melhores artigos do evento em periódicos parceiros.

Devido à pandemia que atinge o mundo, nos anos de 2020 e 2021 os referidos eventos foram realizados de forma remota por colegas da Universidade Federal de Tocantins e por colegas da Universidade Federal de Catalão, da Universidade Federal de Uberlândia e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Deve-se destacar que, ao longo de suas 24 edições, o evento contou com o auxílio e apoio de diversas organizações e órgãos de fomento entre os mais importantes:

Já a Conferência Sul em Modelagem Computacional - o MCSul- é um evento de caráter multidisciplinar, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Modelagem Computacional (PPGMC) da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, que bianualmente reúne pesquisadores, desenvolvedores de tecnologia e empresas, que se aproximam do trabalho em Computação, Matemática, Física, Engenharia e suas diversas formas de se inter-relacionar. A modelagem computacional está relacionada ao desenvolvimento e emprego de algoritmos, modelos, ferramentas e tecnologias computacionais para solução de sistemas complexos associados às diversas áreas das ciências e da engenharia. São tópicos de interesse do MCSul todos os trabalhos que estejam relacionados à Modelagem Computacional cuja abordagem resida, de alguma forma, na interação entre as áreas de Computação e/ou Matemática e/ou diversas especialidades da Engenharia.

Enquanto o Seminário e Workshop em Engenharia Oceânica - SEMENGO - é promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Oceânica (PPGEO) da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, com periodicidade bianual,visando reunir pesquisadores e profissionais das áreas de Engenharia Costeira e Oceânica e assim proporcionar a integração dos profissionais de diversas áreas do país, permitindo a troca de experiências científicas e técnicas. As principais áreas de interesse do SEMENGO são: Engenharia Costeira (Estruturas e Equipamentos Costeiros, Estruturas e Equipamentos Portuários, Processos Costeiros e Estuarinos), Engenharia Oceânica (Estruturas e Equipamentos Oceânicos, Energias Renováveis do Mar) e Fontes Renováveis de Energia e Planejamento Energético (Solar, Eólica, Hidroelétrica e outras).

Em 2018 MCSul e SEMENGO foram realizados em conjunto: o 8º MCSul / VIII SEMENGO. E agora, em 2022, o 9º MCSul / IX SEMENGO associam-se ao XXV ENMC / IX ECTM, para a realização do evento conjunto de forma remota.

Voltar ao topo